Início Facebook Site E-mail

terça-feira, 13 de setembro de 2011

HISTÓRIAS DE BATOM!


BATOM, ROUGE À LÈVRES, LIPSTICK, ROSSETTO, LIPPENSTIFT



VOCÊ SABIA?

Os batons da Babilônia eram feitos com pedras semi preciosas que eram esmagadas até se tornarem pó.

No Antigo Egito as mulheres usavam um creme à base de iodo e bromo que coloria os lábios. Por causa da toxicidade dos ingredientes, estes batons eram conhecidos pelo nome: ‘beijo da morte’.

Cleópatra usava nos lábios uma mistura de pétalas de rosas e também um batom fabricado com pigmentos de cochonilha, ovos de formigas e escamas de peixe moídas que proporcionavam luminosidade.

Em Roma, os imperadores realçavam seus lábios com a adição de um pouco de cor vermelha.

No século XVI, o batom passou a ser preparado com cera de abelha e plantas diversas.

No século XVII, os batons eram uma massa feita com suco de uva e o produto era acondicionado em forma de salsicha, em um pequeno recipiente recarregável.

Em 1770, o Parlamento inglês adotou uma lei contra os batons, indicando que uma mulher que seduzisse um homem com a maquiagem poderia ser julgada como feiticeira.

Após 1840, a marca Guerlain passou a comercializar “Ne m´oubliez pas”, o primeiro batom em tubo da história da maquiagem moderna, elaborado à partir de cera de vela perfumada. A partir de então, as fórmulas começaram a se tornar mais refinadas.


A partir de 1880, surgiu o primeiro estojo vertical de papel, que passou a movimentar o produto para cima e para baixo, com o mesmo mecanismo dos batons modernos. Até então, os batons produzidos eram líquidos ou em forma de cremes, eram acondicionados em potes ou frascos e se aplicavam apenas com pincel ou com os dedos.

Em 1915 nasceu o batom moderno, com a patente do primeiro sistema de deslizamento de batom. Lembremo-nos que, nesta época, apenas as mulheres consideradas levianas, artistas ou mundanas utilizavam uma maquiagem visível. Com a guerra de 1914-1918 houve uma mudança progressiva destes valores tradicionais: com os homens no front de guerra, as mulheres passaram a ousar e a usar maquiagem.


Em 1928, nasceu, na França, o primeiro batom de longa duração: ‘ROUGE BAISER’, elaborado pelo químico Paul Baudecroux.


Rouge Baiser foi um sucesso imediato. Em 1949, René Gruau criou o logotipo deste batom, que perdura até nossos dias : simbolisando o estilo chic e cheio de glamour das francesas. O logo representa uma mulher desenhada na cor preta e branca, com olhos tampados e com os lábios vermelhos. 


Desde então, Rouge baiser se tornou unanimidade no mercado dos cosméticos e era o batom preferido da atriz Audrey Hepburn.


Após a segunda guerra mundial, graças à industria cinematográfica, o batom se tornou um item popular.




INGREDIENTES
Os batons são obtidos com uma mistura de pigmentos que permitem a obtenção de uma cor desejada. A estes pigmentos são anexados agentes hidratantes, protetores e conservantes.
A tendência atual da cosmética está ligada ao uso de componentes naturais, visto que os componentes químicos podem ser agressivos para a pele ou para o meio ambiente. Ainda assim, para que se possa assegurar uma qualidade máxima e uma segurança total a um batom, ainda é impossível a exclusão total dos componentes químicos, sobretudo os conservantes.



TIPOS:

BATONS OPACOS
Formulados com óleos secos, são os batons mais estáveis (duram mais tempo).

LAQUE para os LÁBIOS
Um pouco menos estáveis que os opacos, oferece, todavia, uma cobertura mais alta pois é um produto que concentra um teor maior de pigmentos.

BATOM de LONGA DURAÇÃO
Como seu nome indica, é mais resistente e garante uma maior estabilidade.

GLOSS
Menos estável que o batom, pode ser transparente ou colorido. É, ao mesmo tempo, extremamente brilhante e hidratante.

BRILLANT à lèvres (Brilho)
Proporciona volume aos lábios finos.

BATOM TRANSPARENTE
Permite o embelezamento dos lábios de forma discreta, proporcionando um brilho natural.

BATOM PEROLADO OU ACETINADO
Produto resistente, confortável e mais ou menos visível, dependendo da cor.

BATOM PERMANENTE
É o nome dado à tatuagem feita diretamente nos lábios, que os colore e define de maneira durável.




ÍCONES DOS BATONS...

BRANCA DE NEVE
Uma pele branquíssima contrastando com uma boca da cor das cerejas…




JOSÉPHINE BAKER
Figura emblemática dos anos 20 na França, com seu sorriso irresistível, a Vênus de ébano.



ELISABETH TAYLOR
A celebridade mais fotogênica de todos os tempos, com seus lábios vibrantes




MARILYN MONROE
A loura sulfurosa com uma boca ultra sensual.




 MADONA
Ídolo planetário que exibe seu batom em cada uma de suas metamorfoses.




SCARLETT JOHANSSON
Boca incendiária que traz o glamour aos tapetes vermelhos.




DITA VON TEESE
Pin up incandescente que usa cílios postiços e boca carmim 24 horas por dia.




GWEN STEFANI
Uma pop star platinada que não sai sem antes colocar seu batom vermelho da China...


2 comentários:

  1. Lindo! Muito bom, vou reproduzir no meu blog com a devida fonte

    ResponderExcluir
  2. Parabéns e obrigada... CULTURA!! maravilha de informação, acrescenta conhecimento, valoriza nosso trabalho!!
    Diana maquilagemagora@yahoo.com.br

    ResponderExcluir