Início Facebook Site E-mail

segunda-feira, 8 de abril de 2013

VIDAL SASSOON

Hoje meu post será dedicado a um dos cabeleireiros cujo estilo aprecio imensamente. Depois de viver alguns anos na França, não tem como não apreciar cabelos curtíssimos e cheios de estilo... Os cabelos do Vidal Sassoon têm tudo que uma mulher pode desejar para ficar elegante e arrojada... Esta pesquisa e tradução que fiz hoje para o Boudoir da Maquiagem é sobre este artista inovador!



Vidal Sassoon foi o grande arquiteto capilar, predecessor dos famosos cabeleireiros das estrelas como John Nollet, Frederic Fekkai, Orlando Pita ou ainda David.


Ele é incontestavelmente um herói da 'Coiffure' e teve uma vida notável, diz Michael Gordon, o produtor do filme “Vidal Sassoon the movie’ e, acessoriamente, o fundador da marca de produtos capilares cult Bumble and Bumble.




Criador do célebre corte ‘cuia’ e de tantos outros, Vidal Sassoon deixou seu nome registrado no Panteão dos penteados e cortes icônicos. Ele orquestrou uma verdadeira revolução capilar em seu salão da Bond Street nos anos 60. O slogan ‘wash and go” libertou numerosas mulheres da tirania dos salões de beleza. Ele encabeçou o fim da era do mis em pli, dos bigoudis e das escovas. A mulher by Vidal Sassoon ficou liberada para enfrentar o mundo com insolência e cabelos curtíssimos que deixam a nuca aparente.



Descendente de judeus, Vidal nasceu em 1928. Após seu pai abandonar a família, Vidal foi viver por 7 anos em um orfanato com seu irmão caçula Ivor.  Aos 14 anos, seguindo os conselhos maternos, tornou-se  aprendiz de cabeleireiro. Por ser muito jovem, não podendo participar da segunda guerra mundial, militou na organização clandestina 43 Group, criada por ex soldados judeus ingleses para lutar contra os movimentos e os partidos fascistas britânicos. Três anos mais tarde entrou na unidade de elite da Haganah le Palmach e participou da guerra de independência de Israel. 

 Vidal também criou, em 1982, o Vidal Sassoon International Center for the Study of Antisemitism,organismo de estudos sobre o antissemitismo existente no seio da Universidade de Jerusalem. A sua fundação financia também projetos educativos e sociais em Israel.

Seu primeiro salão foi aberto em Londres, em 1954, mas foi com a era dos Swingin´s sixties que Sassoon  impôs seu gênio criativo. Enquanto a estilista Mary Quant mostrava, com as mini saias,  as pernas das inglesas, Sassoon, inspirando-se na arquitetura Bauhaus inventou o corte “Bob’, mostrado no cinema pelas musas Mia Farrow (em Rosemary´s Baby de Roman Polanski)...e Glenda Jackson (no filme Women in love).



Os cortes de cabelo modernos criados por Sassoon romperam  definitivamente com os permanentes tipo Mad Men ou os penteados hiper volumosos usados pelas inglesas. Na era de Twiggy,  Vidal Sassoon foi o escultor capilar deste novo tipo de beleza.





Homem de negócios perspicaz, ele lançou diversas linhas de cosméticos, se instalou nos Estados Unidos e abriu diversos salões em Nova York. Em 1985, ele vendeu sua marca ao grupo Procter & Gamble.
Milionário, ele foi condecorado pela rainha Elizabeth II com a medalha da ordem de Comendador do Império Britanico, em 2009. Vidal Sassoon casou-se 4 vezes e teve quatro filhos.







Nenhum comentário:

Postar um comentário