Início Facebook Site E-mail

quinta-feira, 6 de junho de 2013

MAQUIAGEM DE CINEMA - PARTE II



Os maquiadores do cinema devem conhecer todas as técnicas que lhes permitam fazer exímias maquiagens de envelhecimento e de imitação. É preciso conhecer as técnicas de sombras e luzes oriundas das técnicas teatrais de Méliès; e  o trabalho com volumes deve ser executado com látex ou próteses.

 Não existe apenas uma base universal para se executar os envelhecimentos. Todos os tons  de pele existem, porém é preciso estar atento ao  fato  de que, geralmente, as cores quentes e brilhantes da juventude passam a se tornar mais apagadas com a idade. Para criar um envelhecimento que transmita credibilidade na tela, o maquiador deverá utilizar a cor mais apropriada para o personagem e não para o artista.


ALAIN FOLGOAS, grande mestre francês de maquiagem


TESTES E PREPARAÇÃO DO TRABALHO

Os testes são indispensáveis para obtermos a dosagem correta dos efeitos: as bases e pós têm seus limites e, caso sejam mal aplicados, serão facilmente notados; o látex enruga a pele, mas não modifica seus volumes (para provocar um efeito de nariz ou bochechas caídas, por exemplo). Geralmente também é necessário usar carecas falsas, perucas e bigodes, suícas, bigodes, suíças e cavanhaques postiços.



 Neste caso, a preparação e a execução devem ser previamente combinadas com o cabeleireiro. Não se deve esquecer de que para trabalhos longos é necessário empregar assistentes. Antes da filmagem é também preciso documentar-se e preparar as maquiagens e não se deve esperar que um maquiador execute milagrosamente bem um trabalho que não foi testado  e feito várias vezes.
O trabalho de preparação é indispensável e deve ser previsto pela produção. O tempo para que as perucas sejam elaboradas também deve ser previsto: pelo menos 2 semanas para refazer a parte da frente de uma peruca alugada, ou de 4 a 6 semanas para fabricar uma peruca inteira sob medida, principalmente se houver muitos personagens.



AS PRÓTESES

Quando a caracterização de um personagem exige mais do que o trabalho de sombras e luzes pode oferecer, e quando for exigido muito volume, o maquiador deverá usar próteses. Todas as formas se tornam possíveis enquanto elas forem proporcionais ao conjunto da nova cabeça criada através deste expediente. As próteses mais frequentemente utilizadas são: próteses de nariz, de feridas, de carecas falsas inteiras ou parciais, com ou sem perucas, próteses de inchaços sobre os olhos, etc... 



Um envelhecimento pode ser realizado com um conjunto de próteses que serão coladas umas às outras, complementado com o uso de perucas e eventualmente com elementos postiços faciais para os homens. Esta técnica realista exige uma preparação precisa e longa antes da filmagem e pode necessitar de várias horas de maquiagem – Note que não é possível tentar acelerar o trabalho por razões econômicas ou de algum outro tipo e não devemos esquecer  de que a retirada da maquiagem também demora cerca de uma hora. Tudo isto deve ser pensado quando a agenda de trabalho for feita, para se evitar várias  mudanças de maquiagem ao longo do mesmo dia. Todos os maquiadores devem estar cientes e de acordo sobre o tema.

MATERIAIS

As próteses podem ser feitas com diversos materiais, de acordo com as necessidades do projeto e do orçamento: látex, plástico, gelatina, silicone, espuma de látex, etc. Sendo que cada material tem suas vantagens e inconvenientes. A espuma de látex, indispensável para as próteses de certo volume (pancadas violentas, barriga aberta, Aliens, etc...), necessitam ser preparadas em um laboratório grande e equipado com um forno. O tempo de cozimento destas próteses é longo. As próteses de silicone e a gelatina são realizadas de forma mais rápida, mas podem apresentar problemas em lugares muito quentes. Já as próteses de plástico e látex, por serem ocas como uma concha, são um pouco transparentes e deixam a luz passar através de sua superfície.





Como podemos ver, cada projeto deve se adaptar ao tipo de prótese que mais lhe seja indicado... Ainda que algumas próteses específicas custem caro, um maquiador especializado em próteses que realmente conheça o que faz, saberá propor a melhor solução e o melhor preço para seu cliente, desde que esteja a par do projeto e tenha tempo para realizá-lo. 
O ideal seria que o profissional tivesse o tempo e o orçamento necessários para realizar as pesquisas e inovar a fim de produzir um efeito original marcante para o filme.




O QUE O CHEFE DE MAQUIAGEM DEVE SABER FAZER

O chefe de maquiagem deve pelo menos saber colocar e maquiar carecas falsas e próteses. Também é desejável que saiba fazer algumas pequenas próteses simples (nariz, feridas, bolsas nos olhos, pequenos envelhecimentos e carecas falsas), sobretudo em sets externos.
Os envelhecimentos complexos poderão ser confiados ao protético especializado que poderá ficar responsável exclusivamente por estas maquiagens. Um maquiador pode também se tornar expert em próteses e diversos maquiadores protéticos podem trabalhar juntos em um mesmo filme que exija diversas maquiagens com próteses importantes. Isto ocorre frequentemente nos EUA e no Reino Unido. Um ou diversos assistentes também devem estar escalados para ajudar a fabricar, colocar e maquiar as próteses.


Subentende-se que é necessário prever um investimento maior (em dinheiro) para que se alcance um resultado conveniente. Este investimento não custará mais caro do que o aluguel dos cenários ou dos figurinos e poderá acrescentar muito ao filme...

A MAQUIAGEM ARTÍSTICA

Também denominada pintura corporal (ou body-painting), esta técnica praticamente não é utilizada em filmes de longa metragem. Entretanto ela pode ser demandada em propagandas, na moda e em animação. Ainda que não seja algo frequente no cinema, o maquiador deve conhecer esta técnica que pode ser extremamente útil para realizar algumas maquiagens magnificamente insólitas.

NOTA BENE: Este texto foi traduzido e adaptado do texto original  'Les différents types de Maquillage au Cinéma"  de autoria de Alain Folgoas e refere-se ao métier e ao mercado de maquiagem franceses. As ilustrações são meramente indicativas e, exceto aquelas que  mostram o trabalho do autor,  foram garimpadas na internet em sites relativos ao assunto.

ALAIN FOLGOAS trabalhando

TEXTO TRADUZIDO e adaptado, por KRIS XIVA, com revisão executada por CLÁUDIA INÊS,  do artigo  "Les différents types de Maquillage au Cinéma"  do maquiador francês protético e especialista em perucas e outros elementos postiços , ALAIN FOLGOAS, expert em maquiagem de cinema, televisão, teatro, publicidade, fotografia, moda...

2 comentários:

  1. Q máximo!!! =D
    Adorei seu post e o blog, to te seguindo ta?
    Ta rolando sorteio especial de reinauguração do blog de uma bolsa de couro lindaaaa! Participe! Bjos!!
    http://usomakeup.blogspot.com.br/2013/07/ola-meninas-tudo-bem-hoje-venho.html

    ResponderExcluir