Início Facebook Site E-mail

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

MAQUIAGEM DE CINEMA - PARTE I


OS DIFERENTES TIPOS DE MAQUIAGEM NO CINEMA

... Os filmes contam histórias com atores. E os atores contemporâneos não costumam ter exatamente a mesma aura dos personagens que muitas vezes interpretam. Caso o filme seja de época, a utilização da maquiagem e de peças postiças (barba, suíças, cavanhaques...) torna-se praticamente indispensável. Isto também ocorre nas técnicas de envelhecimento, rejuvenescimento, ou no caso de se ter que simular uma doença, um machucado ou fazer uma caracterização de extraterrestre... 

Planeta dos Macacos



A maquiagem é o recurso eficaz para contarmos a história de um personagem e, por causa disso, a caracterização realizada deve parecer o mais natural possível. Como realizar eficazmente este desafio? Esta é a função do maquiador profissional. O que podemos exigir dele? Quais capacidades e técnicas um maquiador deve ter para trabalhar com maquiagem de cinema? É exatamente isto que este texto descreve.

ALAIN FOLGOAS


O que podemos esperar de uma maquiagem a ser realizada em um filme?

Tudo. Enquanto uma esteticista deve tornar suas clientes belas para si próprias, e o maquiador de moda-fotografia deve idealizar as modelos, o maquiador de filmes deve ser capaz de realizar transformações mínimas e outras vezes imensas a fim de representar de forma fidedigna um personagem. 

"Jack Pierce maquia Boris Karloff en "Monstre"para o filme  Frankenstein." (Informação: Alain Folgoas)


Tudo dependerá da amplitude da caracterização exigida. O maquiador deverá ser capaz de criar um aspecto particularmente marcante de um dito personagem, a tal ponto que, ao ser visto posteriormente, as pessoas se lembrem instantaneamente do ator e do filme em questão, assim como aconteceu, por exemplo, com Johnny Depp em Piratas do Caribe ou Alice no País das Maravilhas.

Maquiagem de Johnny Depp para Piratas do Caribe

A caracterização bem feita é uma propaganda formidável para um filme! Mas para que isso aconteça, o maquiador deve saber fazer absolutamente tudo o que se relacione com sua profissão. Na ficção, com atores normais, ele deverá saber representar tanto um mendigo quanto um rei; um magrelo ou um gorducho; o Zé da esquina ou um imperador romano; um marechal do império, um animal; uma marquesa ou uma miserável perdida na enxurrada, uma dançarina de streap tease ou uma beata, etc, e, muitas vezes deverá, inclusive, ser capaz de elaborar diferentes personagens na face de um mesmo artista. Notemos que isto demanda praticamente sempre uma transformação da morfologia de base, que, entretanto,  deverá ser feita mantendo-se a naturalidade, quer dizer: o artista não deve parecer ter sido maquiado. Para chegar a este resultado, o maquiador deverá ser capaz de dominar as seguintes técnicas:
·         – Maquiagem de embelezamento 
·         – Maquiagem natural
·         – Maquiagem de caracterização 
·         – Maquiagem artística (que raramente é usada na ficção, mas ainda assim deve ser conhecida)

Vejamos então o que estes termos designam.

 A MAQUIAGEM DE EMBELEZAMENTO

                                            Marlène Dietrich, Greta Garbo et Louise Brooks

É, evidentemente, a maquiagem de todas as mulheres, de todas as épocas: a da Cleópatra, a da jovem ‘flashy’ atual, aquela da top model assim como a da estrela do cinema mudo, a da noiva, etc...
A maquiagem de beleza para um filme de época necessita ser feita através de um paciente trabalho de pesquisa precisa sobre os personagens reais e a moda da época.  Deverá ser previsto um tempo de preparação, para que a documentação relativa à época em questão seja encontrada e os materiais apropriados sejam reunidos. Pode também ser necessário comprar perucas e é indispensável contar com a presença de um cabeleireiro.

                                                        Pola Negri, Clara Bow et Theda Bara

Os defeitos devem ser corrigidos ao máximo, a tez quente e brilhante deverá ser transformada, os volumes modelados por sombras e luzes, as bochechas coloridas, os olhos das mulheres devem ser bem desenhados e coloridos e os dos homens discretamente sombreados. As cores da moda atual poderão ser aceitas dentro de certos limites e em alguns casos (mas não sistematicamente) pós brilhantes poderão ser usados. Os cílios postiços podem ser frequentemente utilizados e as sobrancelhas feitas ou redesenhadas.
Note-se que a maquiagem de beleza é associada à ideia de juventude, por isso deve ser luminosa, contrariamente às maquiagens de envelhecimento que serão sempre mais apagadas, acinzentadas.

Não devemos nos esquecer também de que em alguns períodos históricos, o uso da maquiagem era hábito dos nobres, e que era um hábito mais masculino que feminino, por causa disso, o maquiador deve conhecer história e história da moda.
Todas as técnicas e todos os produtos permitirão fazer estas maquiagens, desde a base clássica cremosa stick até o aerógrafo. Entretanto deve-se tomar cuidado para utilizar produtos compatíveis com as cenas que serão filmadas (por exemplo: não usar maquiagens que sejam à base de pó ou bases fluidas feitas com base de água em cenas molhadas – chuvas violentas...)

Liz Taylor, a mais bela Cleópatra do cinema ocidental - MAQUIAGEM Alberto de Rossi
MAQUIAGEM Alberto de Rossi (Informação: Alain Folgoas)


As maquiagens naturais e de beleza representam pelo menos a metade do trabalho de um maquiador de ficção e praticamente a totalidade do trabalho dos maquiadores que trabalham exclusivamente com moda ou embelezamento de estrelas femininas. É o trabalho de base de todo maquiador de cinema, mas não é todo seu trabalho... é o que veremos abaixo...


A MAQUIAGEM NATURAL

Não é, como as pessoas geralmente pensam, ‘uma maquiagem simples’ ou ‘apenas uma base aplicada para homogeneizar a pele’...
Trata-se, na verdade, de uma maquiagem de composição. O rosto maquiado deve ter uma aparência de rosto sem maquiagem, independentemente da cor da pele do artista. Esta maquiagem será usada para representar os homens e as mulheres do povo de quase todas as épocas. Neste caso, as espinhas, olheiras, vermelhidões e cortes, etc, deverão ser escondidos.

 A base usada deverá ser natural, o mais próximo possível do tom da tez real do ator e as bochechas deverão ser ruborizadas. Os volumes deverão ser respeitados ou valorizados discretamente e os olhos devem ser trabalhados sensatamente. As sobrancelhas devem ser formatadas com cor e volume naturais. A maquiagem não deverá ser perceptível e o uso do pó deve ser minimizado. Partindo de certa base, deverá ser possível criar todo tipo de personagem através da adição de efeitos simples ou postiços.

Caso seja necessário, o maquiador deverá ser capaz de refazer esta mesma maquiagem de forma precisa e durante diversos dias seguidos, para que o personagem esteja igual nas diversas cenas, e que o faça sentido na continuidade da história que será filmada em dias diferentes. Em geral, as partes visíveis do corpo também devem ser maquiadas (sobretudo as mãos, por exemplo, que deverão segurar um telefone ao lado do rosto maquiado...)


A MAQUIAGEM DE CARACTERIZAÇÃO

Outros trabalhos que o maquiador deverá saber fazer para completar o aspecto dos personagens são:

-OS EFEITOS SIMPLES, que não devem ser confundidos com os efeitos especiais,
– OS POSTIÇOS,
– OS ENVELHECIMENTOS,
– AS PRÓTESES.



OS EFEITOS SIMPLES

Os pequenos efeitos que todo maquiador deve absolutamente saber fazer de modo convincente completarão uma maquiagem natural de acordo com as necessidades da história a ser contada: lágrimas, transpiração, insolação, hematomas, feridas diversas, queimaduras, inflamações dilatadas, sujeiras de todo tipo, dentes cariados ou quebrados, mudanças da cor dos olhos ou de cabelos, etc... 

Vários produtos existem para simular estas coisas, o maquiador em questão deve conhecê-los e decidir se são apropriados para os fins desejados ou se são necessárias técnicas mais elaboradas para a figuração, segundo ou primeiro planos. Por exemplo: vernizes especiais coloridos podem ser empregados nos dentes dos figurantes ou nos atores que estão em segundo plano, mas será indispensável encomendar próteses dentárias para os profissionais que estiverem em primeiro plano.

Se uma ferida ou um pedacinho de nariz pode ser útil para uma única cena, um trabalho econômico feito com cera especial ou silicone pode ser suficiente para uma maquiagem apropriada que será usada em um filme de orçamento apertado. Por outro lado, este trabalho minucioso levará tempo se for realizado no set. Caso haja diversos dias de filmagem, este efeito deverá ser realizado com próteses que poderão ser coladas precisamente toda vez que for necessário.




 Além disso, frequentemente serão feitas certas maquiagens ditas ‘especiais’ como os efeitos de cansaço ou doença, cadáveres, gótico, tatuagens, que devem parecer extremamente naturais, e estas maquiagens não são os famosos ‘efeitos especiais’ (SFX) que são os efeitos de inchaços da pele, do sangue ou pus dentro de uma tubulação, uma cabeça explodindo, um braço arrancado, etc. A animatrônica fará intervir robôs, independentemente do ator.

Maquiagem de Cyborg



Barbas, cabelos postiços

Quando um cabeleireiro se referir a ‘postiços’, estará fazendo referência a tranças ou cabelos para alongamento ou peruca. Quando um maquiador se referir ao mesmo termo, estará mencionando pelos postiços faciais: barbas, bigodes, cavanhaques, suíças, sobrancelha, etc... Há duas maneiras principais de se trabalhar estes acessórios postiços: você pode colar na pele do ator o tule com o postiço previamente fabricado ou colar os pelos um a um no rosto do ator. No cinema profissional internacional, somente são considerados maquiadores de cinema aqueles que saibam fazer postiços diretamente no rosto dos atores. 


Alain Folgoas ensinando 


Um bom maquiador deve ser capaz de fazer uma barba, um bigode, sobrancelha, cavanhaque caso não possua os postiços já prontos colados no tule. Saber executar esta técnica direta e minuciosa torna a caracterização muito mais credível do que o uso de postiços que podem ser defeituosos ainda que minimamente estragados. Além de saber colocar os postiços implantados, o maquiador deve saber descolá-los, limpá-los, encaracolar se necessário, para deixá-los impecáveis para o próximo uso. Para isto, ele deve possuir instrumentos específicos: frisadores, pranchas, e caso não os possua, a produção deverá fornecer este material...




Infelizmente, diversos jovens maquiadores saem das escolas de maquiagem sem dominar estas técnicas indispensáveis de cuidados com os postiços. Numerosos filmes devem uma parte importante de sucesso graças ao trabalho de postiços bem feitos, principalmente os filmes de época do século XIX, de fantasia heroica (O Senhor dos Anéis, por exemplo), e numerosos westerns... Por isto recomendo aos jovens maquiadores que se aperfeiçoem neste campo tão indispensável à nossa profissão.

Uma terceira técnica, mais rara, denominada em francês le "collé-décollé" (= floatted off, em inglês), é uma variante da técnica do pelo a pelo e é muito utilizada nos Estados Unidos e na Itália.
 Esta técnica permite o preparo antecipado de postiços através de blocos, para serem descolados, posteriormente, e colados no rosto do ator. Estes postiços poderão ser usados várias vezes, desde que sejam bem cuidados, mas não durarão diversas semanas como os implantados.
O maquiador deverá também conhecer a história da moda para poder dar a forma e pentear corretamente as barbas, os bigodes, os cavanhaques e para saber que personagem usa ou não usa que tipo de postiço, etc.


TEXTO TRADUZIDO e adaptado, por KRIS XIVA, com revisão executada por CLÁUDIA INÊS,  do artigo  "Les différents types de Maquillage au Cinéma"  do maquiador francês protético e especialista em perucas e outros elementos postiços , ALAIN FOLGOAS, expert em maquiagem de cinema, televisão, teatro, publicidade, fotografia, moda...

Um comentário: