Início Facebook Site E-mail

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

MAKE DORÉE PARA REVEILLON

Olá, caros maquiadores e clientes! Estou também na correria de fim de ano, mas não poderia deixar de postar mais esta idéia para quem ainda não sabe que make fazer amanhã...

É uma make que necessita o domínio de certas habilidades para ser bem feita, mas os profissionais conseguirão tirar de letra esta cut crease com canto externo esfumado e toques de ouro nos lábios, face e acima da marcação do côncavo!

Esta make foi pensada sobretudo para as pessoas que desejam comemorar a virada com a luz do sol e do metal mais precioso que existe: o ouro estampados no rosto e na alma. Vale lembrar que o ouro possui a virtude mágica de trazer juventude, força, riqueza, nobreza e poder aos que o portam.




Coloquei duas propostas de cabelo, para você escolher se deseja um semi-preso ou um cabelão cacheado totalmente solto e preso apenas no topete! Ambas propostas foram idealizadas pelo cabeleireiro Wellington Faria, que participou de nossa produção!


MAKE: Técnica da cut crese esfumada com grafite, marrom, caramelo avermelhado e bronze. Pigmento branco ouro na pálpebra superior e, se quiser, glitter, muito glitter. Cílios postiços, claro, e batom bronze, ouro, nude, ou de cor mais escura (na gama dos tons quentes).

Se não quiser abusar do ouro nos lábios, pode aplicar um batom mais escuro e um pequeno toque apenas de gloss dourado no centro.

Gostou? Quer aprender a técnica? Ensino nos cursos de maquiagem do LE GRAIN!
Para maiores informações, escreva para: legrainstudio@gmail.com

Agradecimentos: Gilda Menezes, pelo figurino!

CABELO E MAKE DE RÉVEILLON



Como inspiração para makes de fim de ano resolvi fazer produções que lembrassem glamour de cristais, brilhos de diamantes e o reflexo de pedras preciosas combinados com a cor branca que representa o absoluto, o ideal e qualidades de bondade, lealdade, pureza, integridade, inocência.
Para estas produções contei com o talento do cabeleireiro Wellington Faria, da estilista Gilda Menezes e do Jean-Pascal (que fotografou no Le Grain).


A primeira produção foi feita com sombras branca, cinza e preta. A técnica usada foi a da cut crease. Cílios postiços, pigmento prata e uma boca nude para completar esta primeira make cristalina e luminosa!

Olhem os detalhes do cabelo de festa lindo, chic, glamour total feito pelo Wellington:


Se você achar a boca nude 'pouco' (pouco convincente, pouco sedutora, pouco comunicativa, enfim: pouco para você!!!) pode optar por uma boca colorida:




E aí? Gostou? Se quiser aprender a fazer, ensino nos cursos de maquiagem do LE GRAIN. Para maiores informações, escreva para legrainstudio@gmail.com

Beijinhos e FELIZ ANO NOVO!!!

sábado, 28 de dezembro de 2013

OS PENTEADOS MAIS INCRÍVEIS DO CINEMA


Os penteados dos atores de cinema podem ser verdadeiras obras de arte. Mais do que a forma ou a cor , temos que reconhecer a originalidade, inventividade e a técnica apurada dos profissionais que os realizam. Assim como o figurino e a maquiagem, o penteado permite ao ator entrar um pouco mais no universo de seu personagem, além de ajudar também os espectadores a esquecerem do ator e entrarem também na atmosfera do filme. Os que assistiram Alice no país das maravilhas se lembram da expressão de surpresa de muitos espectadores quando viram Helena Bonham encarnando a Rainha vermelha. Seu penteado enorme, em forma de coração, permitiu reforçar a desproporção do personagem cujo corpo é bem maior e magro do que a imponente cabeça. Nisto também consiste a magia do cinema: criar a ilusão através de subterfúgios capilares!

 Confira alguns dos penteados que ditaram moda ou simplesmente deixaram os espectadores de queixo caído...

Uma Thurman com seu cabelo de fogo encarna a malvada Pamela Lilian Isley ou Poison Ivy.

Noomi Rapace , atriz sueca, usa um penteado impressionante em Millenium.

Tilda Swinton surpreendeu no ‘Mundo de Narnia’ ao usar dreadlocks e cones de gelo em seu penteado

Glenn Close nos “101 Dálmatas”
Desde a estréia do filme, em 1996, o penteado de duas cores de Glenn Close virou moda nas festas de fantasia, particularmente as de Halloween.

Tim Burton sempre pensou nos mínimos detalhes de seus personagens. Antes de criar o imenso penteado da Rainha vermelha do filme Alice no país das maravilhas, ele idealizou o penteado da marciana, usado por Lisa Marie no filme Marte ataca!
Penteado da Rainha vermelha, no filme Alice no país das maravilhas
Helena Bonham com seus cabelos emaranhados no filme ‘Os Miseráveis’
Meryl Streep caracterizada de bruxa para o filme « Into the woods » que tem estréia programada para o fim de 2014.

KIRSTEN DUNST em Marie Antoinette. Ainda que o filme em questão não seja do gênero fantástico, os penteados das atrizes surpreenderam pela ousadia e criatividade.


Artigo redigido por Anne-Charlotte Rateau  para Grazia Beauté

Traduzido e adaptado por KRIS XIVA 

MÁSCARAS e MAQUIAGEM


A máscara é um artefato que foi criado para cultuar deuses (por exemplo, o culto de Dionisio) e também para preservar o anonimato de seu portador. A palavra ‘máscara’ vem do italiano ‘maschera’.

Nos teatros antigos, os atores usavam máscaras denominadas ‘persona’. Tais acessórios eram cruciais para que as pessoas da Cidade pudessem reconhecer os diferentes personagens que eram representados, fazendo uma identificação clara do caráter destes. Estas máscaras antigas serviam também para aumentar a voz daqueles que interpretavam. Já os romanos as utilizavam para representar os defuntos e simular, com elas, os momentos mais importantes de sua vida.

Máscaras do Teatro Greco

A máscara denominada ‘Máscara de Beleza’, forrada com pele de cachorro, foi atribuída à Popeia Sabina, esposa do imperador romano Nero. A bela e ambiciosa imperadora inventou esta máscara para proteger sua pele do ardor solar.

Somente a partir da Idade Média, constatou-se que as máscaras passaram a ser usadas como fantasia.
Charles VI e Philippe le Bel foram nobres apaixonados pelas máscaras e as usavam durante cerimonias reais.

Durante um certo período de tempo, as máscaras passaram a ser usadas de forma corriqueira, a fim sobretudo de esconder comportamentos licenciosos (orgias, roubos, assassinatos...) para serem posteriormente abandonadas e substituídas por uma maquiagem acentuada, feita sobretudo com as cores vermelha e branca.
Na França, o parlamento proibiu, no ano 1535, a fabricação e o uso das máscaras nas ruas fora do período do carnaval e bailes. Durante a revolução francesa, o uso das máscaras foi censurado inclusive nas festas e bailes, até 1798.


É incontestável que a Itália trouxe para a França a moda das máscaras. No reino de François Primeiro, a máscara era usada por todos durante as festas de carnaval , inclusive pelas autoridades religiosas. As primeiras fábricas de máscaras foram criadas no século XVIII, em Paris, por um cidadão italiano.



Mas porque falar de máscaras em um blog de maquiagem? É fácil! Eu me inspiro muito nas máscaras em geral, e especificamente nas Venezianas, para compor minhas makes artísticas. Seja nas cores, nas formas, nos temas usados, as máscaras são, indiscutivelmente uma rica fonte para os dias em que estamos com poucas idéias. 




BASE VELVET MAKE UP FOREVER




Em minha última viagem à Europa, em Lisboa, eu estava precisando urgente de uma base, porque deixei tudo para trás com a idéia de investir em produtos novos que eu ainda não conhecia....


 Então, para unir o útil ao agradável e não ficar mais andando com uma cara de múmia, resolvi aproveitar meu passeio no Baixo Chiado,para comprar duas bases da Make Up Forever... 


Confesso que entre tantas referências eu hesitei, mas acabei sendo bem aconselhada por uma vendedora, que me direcionou para um produto também indicado para peles maduras.... e aí escolhi a MAT VELVET que simplesmente é fantástica e, na verdade se adapta a todos os tipos de pele... 


Depois de voltar para o Brasil, inclusive maquiei algumas meninas bem jovens com ela e o resultado é ainda mais espetacular. Ao visualizar a foto no computador, fica claro o efeito photoshop que a base proporciona! Tipo um filtro de boneca, é incrível este resultado!

Make feita com a BASE VELVET e o pó translúcido da MAKE UP FOREVER... Coisa de red carpet!



Esta base possui uma textura cremosa e grossinha, mas que ao ser aplicada, proporciona um aspecto totalmente natural apesar de esconder as imperfeiçoes e unificar a tez. O mais interessante é que a pele fica sedosa, com uma luminosidade natural e aspecto bem mais jovial! Além de todas estas vantagens, este produto é waterproof e de longa duração. O único inconveniente é o preço, mas... com tantas vantagens, não dá para querer pechinchar!!

Os dois tons que adquiri são 40 e 45.

O tom 40 eu uso em meninas como a Letícia e a 45 é para tons de pele um pouco mais escuros, como a minha (e para pessoas que usam a 4Y ou 4O do ATELIER).
Pele da AMANDA feita com a base VELVET (misturei as duas referências)

Letícia (pele mais clara)


. Tabela de tons para quem deseja adquirir outros além dos mencionados por mim:


GENTE, VALE MUITO A PENA, SUPER INDICO!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

OLHO PATINADO



OLHO PATINADO é a denominação que dei para uma maquiagem que eu inventei e que fica extremamente esfumada mas com algumas áreas de transparências e outras de alto brilho.

Por ser uma maquiagem extremamente sofisticada, deve ser guardada para ser usada em momentos de festa e eventos de gala.
A primeira vez que fiz esta make usei tons prateados misturados com rosa-beige e preto. Confira a make, feita na Bárbara, para seu convite de festa de 18 anos....


E, nesta mesma onda,  os olhos patinados que fiz na Camila e na  Letícia:







Por causa do sucesso que fez, passei a incluir esta make no rol das que ensino em nossos cursos do LE GRAIN.

Confira as mesma técnica feita com outras cores pelas alunas do nosso último curso!








Ficaram lindas né? Quer aprender? Solicite informações sobre nosso próximo curso através de nosso email: legrainstudio@gmail.com



quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

MAKE PARA FESTA DE FIM DE ANO



Esta make clássica pode ser interessante para qualquer tipo de festa e, porque não, para um Réveillon especial e chic?
A tradicional técnica da cut crease acima foi realizada nos tons beige, cinza e marrom e batom nude.... Para completar, se você quer brilhar, pode usar um vestido de arrasar!

Esta make ainda pode ser declinada em duas versões: a segunda foi feita com um batom menos nude e mais puxado para o caramelo a fim de guardarmos um pouco do glamour da versão clássica e chic do primeiro modelo.




Para quem desejar algo mais chamativo, transformei a make em algo ainda mais colorido, forte e insinuante. Para obter este resultado, reforcei a marcação do côncavo, usei um pigmento brilhante na pálpebra móvel, e  apliquei um batom vermelho na Camila, que foi minha modelo para esta produção. O batom escarlate é waterproof do Atelier Paris e resiste a todos champagnes e beijos da noite!




Gostou? Quer aprender a técnica? Ensino nos cursos de maquiagem do LE GRAIN!
Para maiores informações, escreva para: legrainstudio@gmail.com