Início Facebook Site E-mail

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

PENTEADOS DA RENASCENÇA




Podemos observar através das pinturas da época, que as mulheres elegantes da Renascença usavam diversos tipos de penteados: cabelos simplesmente lisos ou ornados com tiaras, cachos, coques, ou tranças...



A mulher italiana do século XV se inspirava na mulher francesa para se pentear. Verdadeiros castelos eram feitos com seus cabelos e estes eram ornamentados com fitas, tiaras, cordões e extensões que enfeitavam o alto da cabeça. Posteriormente os penteados foram se tornando mais sóbrios e os cabelos divididos ao meio e usados de forma mais livre, geralmente ornados apenas  com uma tiara, feita, muitas vezes, com pedras preciosas.



A mulher loira de cabelos longos era o ideal de beleza da época. Ainda que as italianas fossem morenas, elas se esforçavam para corresponder a este critério de beleza,  e costumavam tingir os cabelos para clareá-los. Assim, as venezianas passavam misturas com açafrão e limão nos cabelos e se expunham ao sol, porém, cobrindo a pele com véus,a fim de não bronzeá-la.



No "Recueil de plusieurs secrets tres utiles’de 1561, há uma receita muito utilizada pelas mulheres da época para clarear as madeixas:
Pegue um balde água corrente destilada de um rio , acrescente uma libra de tártaro e vinho branco. Leve ao fogo e deixe ferver. Em seguida, misture goma em pó, três colheres de feno grego, duas colheres de cominho e cal feita com a casca do ovo de galinha preta e uma pitada de sabão. Leve esta mistura ao fogo até reduzir um terço. Deixe repousar. Utilize o produto para lavar os cabelos e estes se tornarão loiros como fios de ouro...


Outra receita da época para ter cabelos longos, brilhantes e loiros como fios de ouro :
Utilize raízes de ‘alcanne’ moídas e faça um refogado utilizando vinho branco. Na fervura, acrescente bacon. Adicione uma medida de azeite de oliva e ferva. Após lavar e enxugar os cabelos use esta mistura sem enxaguar.


Catherine Sforza também tinha uma receita para ‘tingir cabelos e deixá-los loiros e brilhantes como ouro’:

Ferva folhas de hera e cinzas provenientes desta mesma planta. Filtre esta água e lave seus cabelos com esta mistura. Para que esta receita torne-se ainda mais eficaz, acrescente três raízes de ruibarbo e deixe-as em infusão durante um dia. Molhe um pano com esta loção e prenda os cabelos em um turbante até que estejam secos.

Alguns modelos de penteados da época:












OBSERVAÇÕES
A cor conhecida como ‘loiro veneziano’ não é a cor loira que conhecemos atualmente. Tratava-se de um castanho claro, ou melhor, de um loiro escuro, muitas vezes acobreado.
No século XVI, em Veneza, as mulheres honestas usavam véus brancos sobre a cabeça e estes iam até o comprimento das saias, onde eram presos por fitas amarradas a fim de serem sustentados. Estes véus eram majestosos e concediam um ar de elegância à aquelas que os usavam.
As venezianas ainda usavam tranças enroladas em forma de chifres no alto da cabeça.

As cortesãs se cuidavam mais do que as outras mulheres. Lavavam os dentes antes da primeira refeição e após se alimentarem. Tomavam diversos banhos por dia com água e usavam perfumes de maneira discreta. Além disto, elas lixavam as unhas das mãos e dos pés. Também usavam maquiagem e penteavam a cabeleira loira.

Tradução e adaptação: Kris Xiva
Revisão: Cláudia Inês Rocha Vieira
Fontes:  blog de Cameline.org
Obra de Alain Ducher

La Coiffure dans l´Histoire

Nenhum comentário:

Postar um comentário